mbrettas


20/11/07


Tietando a Filha

Estava com preguiça de escrever e encontrei sobre a minha mesa um texto escrito por uma de minhas filhas... Pedi permissão e estou publicando...

-----------

Acredito no louco,
Acredito na mulher,
Acredito no menino jogador,
Acredito nas crianças,
Acredito até nos desacreditados.

A utopia parece cheirar pó, parece nada significar e flutuar entre bolhas de sabão…
Elas existem e voam por entre bocas sujas, palavras repetidas e letras de poesias.
Elas vivem em cada um e dizem tudo aquilo o que há para dizer.

Bom seria ter força, ser corajosa e gritar para o mundo.
Declamar protestos e manifestos por um tanto de felicidade.
Então viva… não só sua vida, mas viva vidas vividas e vidas prometidas.

Continuo a acreditar, mesmo que com idéias desacreditadas.
Mesmo com cores em preto-e-branco
Mesmo com planos despedaçados.

Que a gente rode a vida inteira,
Que dance,
Que toque,
Que diga e não se cale.
Mas que escute, repense e planeje.

Não importa se são loucos, se são crianças ou se nem nomes têm.
Só deixe que eles vivam e que sejam o que há de ser.


Julia Horesh Brettas

Escrito por Marcelo Brettas às 19:59:41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Histórico